Archive for the ‘CORAÇÃO DE MARIA’ Category

JUNHO MÊS DEDICADO AOS CORAÇÕES DE JESUS E DE MARIA

junho 5, 2009

SCJ SCM

JUNHO MÊS DEDICADO AO IMACULADO CORAÇÃO DA VIRGEM MARIA SANTÍSSIMA E SANTISSIMO CORAÇÃO DE JESUS
A Devoção ao Coração Imaculado de Maria é bem antiga na Santa Igreja, desenvolvendo-se na Idade Média. Depois, com as aparições em Fátima em 1917 ganhou grande destaque.: “Deus quer estabelecer no mundo a Devoção ao Meu Imaculado Coração”. A devoção ao Coração de Maria está associada à devoção ao Sacratíssimo Coração de Jesus, pois esses Dois Corações se uniram no Mistério da Encarnação, Paixão e Morte do Verbo Encarnado. Honrar o Coração de Maria é honrar o Coração que foi preparado por Deus para ser uma digna morada do Espírito Santo, que formaria a seu tempo o Redentor no Ventre Imaculado da Virgem Maria. Esta devoção ao Coração de Maria é devoção à própria Mãe de Jesus. É também veneração dos santos sentimentos e afetos, a ardente caridade de Maria para com Deus, para com seu Filho e para com todos os homens, que lhe foram confiados solenemente por Jesus agonizante. Assim, louvamos e agradecemos a Deus por nos haver dado por Mãe e intercessora Aquela que acreditou.
20 de Junho, IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA
Jesus por 3 vezes ordena a não nos preocuparmos com que devemos comer, usar e beber Mt 6,25-31-34 Devemos adotar em nossos corações , o exemplo da simplicidade, a pureza e o amor do CORAÇÃO IMACULADO DE MARIA e viver de uma maneira simples e serena. Devemos nos arrepender de nosso egoísmo e falta de humilade e pedir ao Senhor por um milagre de simplicidade em nossas vidas.
SALVE LIRIO BRANCO DA SANTISSIMA TRINTADE, ROSA BRILHANTE QUE EMBELEZA O CÉU.
Coração Imaculado de Maria, rogai por nós que recorremos a Vós.
CORAÇÃO ACOLHEDOR DE JESUS EU CONFIO EM TI, ESPERO EM TI E CREIO EM DEUS PAI TODO
PODEROSO

O Coração de Maria na Bíblia
Lc 2,19
Maria conservava todas estas palavras, meditando-as no seu coração. (sobre a adoração dos pastores que falavam da manifestação dos Anjos sobre o Menino)
Lc 2,35b
E uma espada transpassará a tua alma. (profecia de Simeão, dirigida a Maria)
Lc 2,51b
Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração. (depois do encontro de Jesus no Templo, ensinando os doutores da Lei.

A Devoção dos 5 Primeiros Sábados de cada mês
Em Outubro de 1925, Lúcia entrava na casa das Irmãs Dorotéias em Pontevedra, na Espanha. Em 10 de Dezembro de 1925, apareceu em sua cela a Santa Virgem com o Menino Jesus a seu lado. Nossa Senhora lhe mostrou sobre uma mão um Coração cercado de espinhos e o Menino disse: “Tem pena do Coração de tua Santíssima Mãe, que está coberto de espinhos que os homens ingratos a todos os momentos Lhe cravam, sem haver quem faça um ato de reparação para os tirar”. Depois, a Mãe de Deus disse: “Olha, minha filha, o meu Coração cercado de espinhos que os homens ingratos a todos os momentos Me cravam com blasfêmias e ingratidões. Tu, ao menos, vê de me consolar, e dize que todos aqueles que: durante cinco meses, no primeiro sábado, se confessarem, recebendo a Sagrada Comunhão, rezarem um terço e Me fizerem quinze minutos companhia meditando nos quinze mistérios do Rosário com o fim de Me desagravar, Eu prometo assisti-los na hora da morte com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas”.
Quero que todos os leitores deste nosso jornal paroquial, redescubram o valor imenso de pertencer totalmente ao Imaculado Coração da Santíssima Virgem Maria!!!!Esperemos pelo Triunfo deste Coração Imaculado! Vamos à Ela entregar tudo,confiar tudo,pois o Coração de Maria é o caminho seguro que nos conduz a Deus!!!!!!!!!
Façamos diariamente nossa Consagração,nossa entrega total e pessoal ao Coração Imaculado da Santíssima Virgem!
TOTUS TUUS MARIAE!
Autor e Colaborador :David Bravo
Acólito Instituído e Secretário da VINSN

19 Junho SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
O culto ao Sagrado Coração esteve presente já no início da Igreja, desde a Cruz, onde este divino Coração foi aberto para os fiéis como um asilo inviolável, sacrário das divinas riquezas, que derrama sobre nós as torrentes da misericórdia e da graça. Os maiores Santos de todos os séculos compreenderam o segredo desta devoção muito antes que ela fosse revelada de modo especial.
A reparação Eucarística é uma característica fundamental nesta devoção, pelo que disse o próprio Senhor a Santa Margarida Maria:
«Eis aqui o Coração que a tal ponto amou os homens, que nada poupou, até esgotarse e consumir-se, para testemunhar-lhes seu amor; e entretanto só recebo da maior parte deles ingratidões, pelas irreverências, sacrilégios, desprezo e tibieza com que me tratam no meu Sacramento de amor. O que me é ainda mais sensível, é serem corações que me foram consagrados, os que assim me tratam. Por isso te peço que se dedique a primeira sexta-feira depois da oitava do Santíssimo Sacramento a uma festa particular com o fim de venerar o meu Coração, fazendo-lhe ato de reparação, comungando-se nesse dia em desagravo pelas indignidades recebidas durante o tempo em que esteve exposto sobre os altares.»

As 9 Primeiras Sextas-feiras
– a “Grande Promessa”
Esta Grande Promessa trata-se apenas de uma das “12 Promessas” de Jesus aos devotos de Seu Sagrado Coração:

«Eu prometo, na excessiva misericórdia do meu Coração, que meu amor todo-poderoso concederá a todos aqueles que comungarem, em nove primeiras sextas-feiras do mês seguidas, a graça da penitência final, que não morrerão na minha desgraça, nem sem receberem seus sacramentos e que o meu divino Coração será o seu asilo seguro no último momento.»

Para merecer a graça da Grande Promessa, é necessário:
• Receber a Santa Comunhão na primeira sexta-feira de cada mês, por nove meses seguidos.
• Para comungar é INDISPENSÁVEL estar na graça de Deus.
• Quem tiver pecado grave, deve fazer voa confissão, antes de comungar.
• O dever da CONFISSÃO é uma lei grave da Igreja, ainda hoje em vigor (veja a página “Eu me confesso assim…”).

O exercício da Hora Santa nas quintas-feiras
A consagração do dia da primeira sexta-feira de cada mês deve ser preparada, de véspera, pelo piedoso exercício da “Hora Santa”, prática revelada por Jesus a Santa Margarida Maria:

“E para me acompanharem na humilde oração que eu apresentei a meu Pai, no meio de todas as minhas angústias, todas as quintas-feiras levantar-te-ás, entre as onze horas e a meia noite, para comigo te prostrares durante uma hora, com o rosto em terra, assim para aplacar a ira divina, pedindo misericórdia para com os pecadores, como para adoçar, de alguma maneira, a amargura que eu sentia com o desamparo em que me deixavam meus apóstolos, o qual me obrigou a lançar-lhes em rosto o não terem podido velar uma hora comigo.”

Nosso Senhor pedia e pede, ainda hoje, esta santa vigília todas as quintas-feiras. Uma alma fervorosa não recusaria ao boníssimo Jesus velar uma hora em união com Ele, uma vez por mês, ao menos durante a novena de comunhões reparadoras. Mas, como é evidente que nem todos podem fazer essa hora de orações, no horário de onze horas à meia noite, a Igreja antecipou para as duas horas da tarde até à meia-noite.
Durante essa hora devemos meditar nos sofrimentos do Senhor Jesus, principalmente na sua agonia no Horto das Oliveiras.

A visão do Sagrado CORAÇÃO DE JESUS é uma das profecias mais transformadoras, poderosas e mais confirmadas da historia da Igreja.
Portanto habitue-se a olhar todos os dias para o SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS e permita que o Senhor lhe mostre seu amor por voce de uma maneira que voce nunca imaginou ser possivel.
Pai Eterno, eu te ofereço o Coração Acolhedor de teu Filho Amado,o seu Corpo,o seu Sangue,a sua Alma e sua Divindade pelos nossos pecados e os do mundo inteiro.

Fonte: http://rosariopermanente.leiame.net/devocoes/sagradocoracao/as9sextasfeiras.html

ORAÇÃO

Meu Sagrado Coração de Jesus, em vós deposito toda confiança e esperança. Vós que sabeis tudo, Pai, o Senhor do Universo, Sois o Rei dos Reis, Vós que fizeste o cego ver, paralítico andar, o morto voltar a viver, o leproso sarar.
Vós que vedes as minhas aflições, as minhas angústias, bem sabeis, Divino Coração, como preciso alcançar esta graça: (pede-se a graça com fé); a minha conversa convosco me dá ânimo e alegria para viver, só de Vós espero com fé e confiança; (pede-se novamente a graça).
Fazei, Sagrado coração de Jesus, que antes de terminar esta conversa, dentro de nove dias, alcance esta tão grande Graça; e para Vós agradecer, divulgarei esta Graça para que os homens, aprendam a ter fé e confiança em Vós; iluminai os meus passos, Sagrado Coração de Jesus, assim como esta luz esta nos iluminando e testemunhando a nossa conversa. Sagrado Coração de Jesus, eu tenho confiança em Vós, Sagrado Coração de Jesus, aumente ainda mais a minha fé; Amém.

Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória ao Pai.
Repetir esta oração por mais 8 dias.

Anúncios

Santa Margarida Maria Alacoque

janeiro 20, 2009

 

Margarida Maria Alacoque, nasceu no dia 22 de Agosto de 1647 em Verosvres, na Borgonha. O seu pai, juiz e tabelião, morreu quando Margarida ainda era muito jovem. Assim ela conheceu a humilhação da necessidade, vivendo ao capricho de parentes pouco generosos e nada propensos a consentir que ela realizasse o seu desejo de fechar-se no convento. Recebeu a comunhão aos nove anos e aos 22, a confirmação, para a qual quis preparar-se com confissão geral: ficando quinze dias preparando-se, escrevendo num caderninho a grande lista de seus pecados e faltas, para ler depois ao confessor. Na festividade de São João Evangelista de 1673, uma moça de vinte e cinco anos, irmã Margarida Maria, recolhida em oração diante do Santíssimo Sacramento, teve o singular privilégio da primeira manifestação visível de Jesus, que se repetiria por outros dois anos, toda primeira sexta-feira do mês. Em 1675, durante a oitava do Corpo de Deus, Jesus manifestou-se-lhe com o peito aberto e apontando com o dedo seu Coração, exclamou: “Eis o Coração que tem amado tanto aos homens a ponto de nada poupar até exaurir-se e consumir-se para demonstrar-lhes o seu amor. E em reconhecimento não recebo senão ingratidão da maior parte deles“. Margarida Maria Alacoque, escolhida por Jesus para ser a mensageira do Sagrado Coração, já fazia um ano que vestira o hábito das monjas da Visitação em Paray-le-Monial. No último período de sua vida, nomeada mestra das noviças, ela teve a consolação de ver propagar-se a devoção ao Sagrado Coração de Jesus, e os próprios opositores de outrora mudarem-se em fervorosos propagadores. Morreu em 17 de Outubro de 1690, aos 43 anos de idade. Foi canonizada em 1920, mas a data da sua festa foi antecipada por um dia para não coincidir com a de Santo Inácio de Antioquia.

 

Pensamentos de Santa Margarida Maria

“Nunca desconfieis da misericórdia do Sagrado Coração, que é infinitamente maior que todas as nossas misérias”.
“O Sagrado Coração quer reinar no coração do mundo inteiro porque todos lhe foram dados por herança”.
“O maior testemunho de amor que podemos dar ao Sagrado Coração e a melhor reparação que lhe podemos oferecer é unirmo-nos a Ele, muitas vezes, pela comunhão sacramental e desejarmos ardentemente essa união pela comunhão espiritual”.
“Todos podemos ser apóstolos do Sagrado Coração, porque temos corpos capazes de sofrer e trabalhar, e corações para amar e orar”.
*Do livro “O Coração de Jesus, segundo a doutrina de santa Margarida Maria Alacoque”.

 

 

A GRANDE PROMESSA-CORAÇÃO DE MARIA -PRIMEIROS 5 SÁBADOS DO MES

janeiro 20, 2009

A DEVOÇÃO DOS PRIMEIROS SÁBADOS

 Na Aparição do dia 13 de Julho anunciou Nossa Senhora em Fátima: “Para impedir a guerra virei pedir a consagração da Rússia ao meu Imaculado Coração e a Comunhão reparadora nos Primeiros Sábados”.
Esta última devoção veio pedi-la, aparecendo à Irmã Lúcia a 10-12-1925, em Pontevedra, Espanha. Disse então:
“Olha, minha filha, o meu coração cercado de espinhos que os homens ingratos a todos os momentos me cravam com blasfémias e ingratidões. Tu, ao menos, procura consolar-me e diz que prometo assistir na hora da morte, com todas as graças necessárias para a salvação, a todos os que, no Primeiro Sábado de cinco meses seguidos, se confessarem, receberem a Sagrada Comunhão, rezarem um terço e me fizerem companhia durante quinze minutos, meditando nos 15 mistérios do Rosário com o fim de me desagravar”.
Nª Senhora mostrou o seu Coração rodeado de espinhos, que significam os nossos pecados. Pediu que fizéssemos actos de desagravo para Lhos tirar, com a devoção reparadora dos cinco Primeiros Sábados. Em recompensa, promete-nos “todas as graças necessárias para a salvação”.
Jesus nos dois anos seguintes, 15 de Fevereiro de 1926 e 17 de Dezembro de 1927, insiste para que se propague esta devoção. Lúcia escreveu: “Da prática da devoção dos Primeiros Sábados, unida à consagração ao Imaculado Coração de Maria, depende a guerra ou a paz do mundo”.

 II – CINCO, POR QUÊ?

 São cinco os Primeiros Sábados por, segundo revelou Jesus, serem “cinco as espécies de ofensas e blasfémias proferidas contra o Imaculado Coração de Maria.
 1. – As blasfémias contra a Imaculada Conceição,

2. – Contra a sua Virgindade;

3. – Contra a Maternidade Divina, recusando ao mesmo tempo recebê-la como Mãe dos homens;

4. – Os que procuram infundir nos corações das crianças a indiferença, o desprezo e até o ódio contra esta Imaculada Mãe;

5. – Os que A ultrajem directamente nas suas sagradas imagens”.

III – CONDIÇÕES

As condições para ganhar o privilégio dos Primeiros Sábados são quatro:

1. Confissão. Para cada Primeiro Sábado é precisa uma confissão com intenção reparadora. Pode fazer-se em qualquer dia, antes ou depois do Primeiro Sábado, contanto que se receba a Comunhão em estado de graça.
A vidente perguntou: – “Meu Jesus, as (pessoas) que se esquecerem de formar essa intenção (reparadora)? Jesus respondeu – Podem formá-la na confissão seguinte, aproveitando a primeira ocasião que tiverem para se confessar”.
As outras três condições devem cumprir-se no próprio Primeiro Sábado, a não ser que algum sacerdote, por justos motivos, conceda que se possam fazer no domingo a seguir.
2. A Comunhão Reparadora.
3. O Terço.
4. A meditação, durante 15 minutos, de um só mistério, de vários ou de todos. Também vale uma meditação ou explicação de 3 minutos antes de cada um dos 5 mistérios do terço que se está a rezar.
Em todas estas quatro práticas deve-se ter a intenção de desagravar o Imaculado Coração de Maria.
A devoção dos 5 Primeiros Sábados foi aprovada pelo Bispo de Leiria a 13-9-1939, em Fátima.

 

ATO DE CONSAGRAÇÃO E DESAGRAVO

Virgem Santíssima e Mãe nossa querida, ao mostrardes o vosso Coração cercado de espinhos, símbolo das blasfémias e ingratidões com que os homens ingratos pagam as finezas do vosso amor, pedistes que Vos consolássemos e desagravássemos.
Ao ouvir as vossas amargas queixas, desejamos desagravar o vosso doloroso e Imaculado Coração que a maldade dos homens fere com os duros espinhos dos seus pecados.
Dum modo especial Vos queremos desagravar das injúrias sacrilegamente proferidas contra a vossa Conceição Imaculada e Santa Virgindade. Muitos, Senhora, negam que sejais Mãe de Deus e nem Vos querem aceitar como terna Mãe dos homens. Outros, não Vos podendo ultrajar directamente, descarregam nas vossas sagradas imagens a sua cólera satânica. Nem faltam também aqueles que procuram infundir nos corações das crianças inocentes, indiferença, desprezo e até ódio contra Vós.
Virgem Santíssima, aqui prostrados aos vossos pés, nós Vos mostramos a pena que sentimos por todas estas ofensas e prome¬temos reparar com os nossos sacrifícios, comunhões e orações tantas ofensas destes vossos filhos ingratos.
Reconhecendo que também nós, nem sempre correspondemos às vossas predilecções, nem Vos honrámos e amámos como Mãe, suplicamos para os nossos pecados misericordioso perdão.
Para todos quantos são vossos filhos e particularmente para nós, que nos consagramos inteiramente ao vosso Coração Imaculado, seja-nos ele o refúgio durante a vida e o caminho que nos conduza até Deus. Assim seja.